Quando Guto Respi se descobriu gente, desenhou. Antes, porém, não sabia, e desenhava também. O tempo passou e não se sabe porque, por um tempo parou. Um dia acordou sem riso ou rancor e de novo, desenhou. O engraçado foi que em cima escreveu, humor. Então trabalhou com jornal, tv, design e claro, como ilustrador. 

Neste tempo já sabia; não seria astronauta ou aviador, bombeiro ou doutor, e muito menos sorriria embaixo de um refletor. 

Refletiu, rabiscou.

When Guto Respi discovered people, he drew. Before, however, he did not know, and he also drew. Time passed and for some reason, for a time he stopped. One day he woke up without laughter or resentment and again, he drew. The funny thing was that over it he wrote, humor. So he worked with the press, tv, design and of course, illustrator. 

By this time he already knew; He would not be an astronaut or pilot, a fireman or a doctor, much less shine under a spotlight. 

He reflected, scribbled.

Guto Respi, mineiro de São João del Rei, trabalha há mais de 20 anos na imprensa, tendo passado pelos jornais O Tempo, Hoje em Dia e Estado de Minas. 

 

Participa de projetos ilustrados em Portugal. Tem trabalhos publicados em diversos países, como Bélgica, França, Indonésia e Itália. É um dos vencedores da 'Charge Continuada', do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

 

Representou o Brasil com a série 'Le Petit Guto' no 'Du Monde Au Manège', realizado em Chambèry, na França. Ainda na França, ilustrou para 'Marché Des Continents'. Participou da mostra 'Portinari com humor' e ilustrou livro infantil no projeto 'Encontro Marcado com Fernando Sabino'.

 

Atualmente, além de trabalhar como ilustrador, trabalha como diretor de arte e ministra oficinas infantis de desenho, estimulando a criatividade e humor.

Retrato de Guto Respi que integra ensaio do fotógrafo 
Paulo Vitale com cartunistas brasileiros.

CONTATO

Parabéns! Sua mensagem foi recebida.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn